Paleontologia para iniciantes

quarta-feira, julho 03, 2013

Uns dias atrás eu vi esta notícia, falando de um parafuso de 300 milhões de anos. Até aí tudo bem, afinal o History não é um canal que preza pela ciência exata faz muito tempo. Aí eu vi esta notícia que explica a origem do tal parafuso. O que realmente me irritou e me motivou a escrever um post sobre o que é paleontologia foram os comentários nesta última notícia, onde as pessoas preferem acreditar que se trata mesmo de um parafuso e não um fóssil de crinoide!





Desconhecer Paleontologia no Brasil não é novidade. Para você se especializar e ser um paleontólogo é preciso partir para mestrado e e doutorado. Nós não temos um instituto nacional de fomento à paleonto e praticamente tudo o que o brasileiro conhece a respeito é porque viu em Parque dos Dinossauros. Essa notícia pode chocar os fãs do filme, mas Paleontologia não é só dinossauros e é uma área muito ampla.

Assim, para o post ficar didático, achei melhor separar em perguntas que são muito comuns.

Então, o que é Paleontologia?
É a ciência que estuda os fósseis e o passado geológico da vida na Terra. Dentro dela temos várias sub-áreas, como paleontologia de vertebrados, de invertebrados, palinologia (pólens), paleobotânica (plantas), micropaleontologia e por aí vai.

O que são fósseis?
São restos de seres vivos e ou de suas atividades.

Folha fossilizada de Glossopteris browniana, uma árvore extinta. Em torno de 250 milhões de anos.

Como eles se formam?
O organismo pode morrer (seja por senilidade, doença ou predação) ou pode ocorrer um evento catastrófico (como mudanças climáticas ou mortalidade em massa) que o enterre. Restos de animais em locais de caça, como pelotas fecais também podem virar fósseis. Seja planta, molusco, pássaro ou dinossauro, este organismo precisa ser rapidamente soterrado por camadas e mais camadas de sedimentos, que se tornarão uma rocha sedimentar, que impeçam a deterioração dele e o deixe protegido. É possível que o fóssil não esteja numa rocha, mas em âmbar, ou no gelo, como o bebê mamute. Também é um fóssil.

Qualquer coisa pode virar fóssil?
Depende. Nas condições especiais, até a atividade microbiana pode fossilizar. Organismos com partes duras e rígidas, como conchas e ossos fossilizam sob condições especiais. Partes moles, em geral, não preservam, mas dependendo das condições, elas podem deixar marcas e impressões. Vestígios de atividade animal como pegadas, fezes, atividade microbiana (como os estromatólitos), que sejam devidamente protegidos da deterioração também podem virar fósseis.

Por que a paleontologia é importante?
Simples. Sem ela ensinaríamos as ideias criacionistas nas escolas. Se sabemos alguma coisa sobre os ambientes do passado é através da reconstrução destes mesmos ambientes através do estudo dos fósseis. Por seu estudo podemos inferir temperatura, clima, o arranjo das placas continentais e podemos entender melhor nosso planeta e por tudo o que ele passou. É através dos fósseis que temos noção de como a vida surgiu e o que podemos esperar para o futuro. Podemos traçar a origem de plantas e animais, entender como ocorreram as extinções e podemos identificar jazidas de importantes recursos minerais, como carvão e petróleo.

Fóssil de trilobita, animal extinto. Se chama "trilobita" porque ele é trilobado, dividido em 3 lobos - céfalo, tórax e pigídio. Dominou os mares por 270 milhões de anos. 

O que é um fóssil vivo?
Esse termo é informal, mas ele designa organismos que possuem características tão primitivas que em geral são os únicos representantes atuais de sua linhagem. Temos a conhecida Ginkgo biloba com um grande exemplo, que no passado geológico, em especial na época dos dinossauros, crescia feito mato, com dezenas de espécies e hoje só tem ela de representante das Ginkgoáceas.

Por que o fóssil do parafuso é falso?
Porque há 300 milhões de anos não existia raça humana, nem primatas, nem mamíferos, tampouco civilização. E duvido muito que uma raça alienígena tenha parado por aqui nesta época. O que ela queria ver? A separação da Pangeia? O vulcanismo no Gondwana? Pfff...

Onde eu posso comprar um fóssil?
NÃO PODE! No Brasil, os fósseis são patrimônio da União e não podem ser comercializados. Tráfico de fósseis brasileiros ocorre com muita frequência e a Polícia Federal apreende toneladas de fósseis em nossos aeroportos e fronteiras, tentando deixar o país. Curiosamente, muitos dos nossos fósseis, do nosso patrimônio natural e histórico, aparecem "misteriosamente" em museus pelo mundo. Se você encontrar fósseis ou souber de alguém vendendo, alerte à polícia, pois isso é CRIME previsto em lei.

Quero ser paleontólogo! O que eu faço?
Estude. Forme-se em áreas voltadas às ciências da Terra como geologia, geografia, biologia, agronomia. Como a formação básica é em geologia, quem vem de outras áreas precisa fazer disciplinas adaptativas para poder ter o conhecimento prévio e a carga horária necessária para começar os estudos. Não existe curso superior de Paleontologia, assim como não existe de Espeleólogo (especialista em cavernas). A única maneira é através da pós-graduação scricto sensu, ou seja, mestrado e doutorado.

Pegadas de dinossauros, Monumento Natural Vale dos Dinossauros, Sousa, Paraíba. 

Espero que este post ajude à iluminar um pouco as ideias à respeito da Paleontologia, que é uma área muito vasta e que precisa de novos pesquisadores, pois o Brasil é um país com dimensões continentais e com 65% de bacias sedimentares espalhadas por seu território, com grande potencial fossilífero.

Até mais!

Leia também:
Legislação para exploração (mineral) e venda de fósseis: caracterização da realidade brasileira.
Fósseis levados ilegalmente do Brasil estão à venda em site.

Sybylla

Fã do futuro e da ficção científica. Geógrafa, professora, blogueira, escritora de FC. Capitã da Frota Estelar. Esperando para voltar para o meu planeta. Leia mais.





Leia esses também...

0 comentários

ANTES DE COMENTAR:

Comentários anônimos, incompreensíveis ou com ofensas serão excluídos.
O mesmo vale para comentários:
- ofensivos e com ameaças;
- preconceituosos;
- misóginos;
- homo/lesbo/bi/transfóbicos;
- com palavrões e palavras de baixo calão;
- reaças.
A área de comentários não é a casa da mãe Joana, então tenha respeito, especialmente se for discordar do coleguinha. A autora não se responsabiliza por opiniões emitidas nos comentários. Essas opiniões não refletem necessariamente as da autoria do blog.

Viajantes

Curta no Facebook

❤️


"A ficção científica é um substituto para todos os lugares que eu nunca vou alcançar nessa vida."

James W. Harris