Isaac Asimov

domingo, janeiro 06, 2013

Se Isaac Asimov estivesse vivo, agora em 2 de janeiro passado ele completaria 93 anos. É inegável que seu legado ajudou a moldar não apenas a ficção científica, mas até mesmo a robótica e toda a especulação que gira em torno do tema.



Eu conheci Isaac Asimov por acaso quando adolescente. Vi o pocket book de O Homem Bicentenário, achei o título interessante (sim, eu compro livro pela capa e não me arrependo) e arrematei por 15 reais. Lembro de ter lido o livro e voltado para o começo, pois achei impressionante que alguém escrevesse com aquela simplicidade sobre um tema complexo.

Quando morreu em 1992, com 72 anos, Asimov tinha publicado mais de 470 livros, indo de ficção científica, fantástica a livros de referência científica. Ele escrevia uma média de 10 livros por ano, o que faz com que muitos questionem a qualidade de suas obras. Isso também o jogou num certo limbo literário diante da tremenda oferta de livros com seu nome na capa.


Ele começou na ficção científica ainda com as pulp fictions, numa época em que a FC ainda mal era chamada assim. Aos 11 já escrevia os esboços de seus enredos, sendo que aos 19 já enviava às revistas, às pulps, para publicação. Sua influência é inegável, em especial no cinema, como Blade Runner e O Exterminador do Futuro.

Tinha um grande medo de voar, gostava de espaços pequenos, não andava de bicicleta e adorava fazer cruzeiros. Morreu em 6 de abril de 1992 em Nova York em decorrência dos problemas causados pelo vírus HIV, contraído por transfusão de sangue em uma cirurgia de ponte de safena feita em 1983. Mas seu imenso legado e contribuição para a humanidade o colocam naquele raro lugar, que poucas personalidades ocupam, onde seus nomes evocam uma instituição.


Os antigos egípcios diziam que ao evocar o nome de uma pessoa, ela estaria sempre viva. Acho que é assim mesmo. E você? Deixe seu comentário. Até mais!


Sybylla

Fã do futuro e da ficção científica. Geógrafa, professora, blogueira, escritora de FC. Capitã da Frota Estelar. Esperando para voltar para o meu planeta. Leia mais.





Leia esses também...

0 comentários

ANTES DE COMENTAR:

Comentários anônimos, incompreensíveis ou com ofensas serão excluídos.
O mesmo vale para comentários:
- ofensivos e com ameaças;
- preconceituosos;
- misóginos;
- homo/lesbo/bi/transfóbicos;
- com palavrões e palavras de baixo calão;
- reaças.
A área de comentários não é a casa da mãe Joana, então tenha respeito, especialmente se for discordar do coleguinha. A autora não se responsabiliza por opiniões emitidas nos comentários. Essas opiniões não refletem necessariamente as da autoria do blog.

Viajantes

Curta no Facebook

❤️


"A ficção científica é um substituto para todos os lugares que eu nunca vou alcançar nessa vida."

James W. Harris