O pouco que sabemos

quarta-feira, novembro 07, 2012

ciênciaNo Brasil (em muitas partes do mundo), as pessoas tendem a ver ciência com maus olhos. Acham que ela deve dar respostas para tudo, resolver todos os problemas do cotidiano e ao cientista não cabe o erro. Acham também que ela é complicada e que são poucos os "iluminados" que a entendem. Podemos evoluir o pensamento científico deste jeito?



Várias notícias essa semana que passou me levaram a pensar por que acham que a ciência é uma inimiga das pessoas comuns? Além disso, por que os cientistas são obrigados a ser precisos, certeiros, adivinhar tudo, quando eles são humanos como nós, que erramos e que aprendemos com os nossos erros? Cobrar tudo isso de algo que o tempo todo se descobre, se renova e acerta e erra é ser irracional e ignorar tudo o que a ciência já nos deu.

As notícias

Cientistas italianos são condenados por não prever riscos de terremoto de Áquila - o que dizer disso? Seis cientistas e um funcionário do governo foram condenados na Itália por que não avisaram sobre o terremoto que destruiu a cidade Áquila em 2009 e matou 300 pessoas. Oi? Isso abre um precedente perigoso para a sociedade. Se começarmos a culpar cientistas que não fizeram uma previsão que ainda ninguém é capaz de fazer, a quem vamos culpar pelo Sandy ou pelo Tsunami que varreu o Índico e matou mais de 230 mil pessoas? A Itália inteira é geologicamente instável, então como acertar onde e quando um terremoto vai acontecer e assim prever os estragos humanos e materiais?

Bombeiros e socorristas em Áquila, 2009


Baleia mais rara do mundo é vista pela primeira vez - essa notícia me fez ver o quanto sabemos pouco sobre nosso planeta e sobre nossos oceanos. Esta espécie nunca tinha sido vista e tudo o que os cientistas tinham visto eram alguns ossos na praia coletados há mais de 140 anos. Quando dois exemplares da espécie foram encontrados em redes de pesca na Nova Zelândia, os cientistas ainda achavam que se tratava de uma espécie que eles já conheciam (imagem abaixo). Foi apenas depois do DNA que eles perceberam que se tratava de uma nova espécie de mamífero marinho que nunca tinha sido vista ou estudada. Século XXI e mal arranhamos a superfície ainda. Não se sabe sobre sua alimentação, ambiente, reprodução, nada.

Esta é a espécie que foi confundida com a nova descoberta na Nova Zelândia


O que não sabíamos sobre a anatomia do pênis - essa foi inusitada. Eu não sabia, e pouca gente sabe também, que o pênis, além dos formatos pra lá de variados, são esqueletos hidrostáticos. Costumamos ver esqueletos ósseos, mas não pensamos na função básica de um esqueleto: um sistema que apoie tecidos e transmita forças. Ele pode ser ósseo, mas pode ser constituído por um sistema de interação entre um líquido hidrostático e parede de tecido que deem suporte, mantida em tensão por proteínas fibrosas. Os dois têm que funcionar ao mesmo tempo, para tornar o órgão resistente, pronto para agir rapidamente, não dobrar nem tremer. A cientista que descobriu isso dá risada, pois primeiro, disseram à ela que anatomia era uma ciência morta e segundo, para quê estudar a estrutura do pênis? Anatomia é um dos estudos mais importantes, para entender nossos corpos e sua mecânica e portanto deve ser totalmente estudado. Foi há pouco tempo que cientistas descobriram que o clitóris é muito maior do que se supunha anteriormente e imagino que nosso corpo ainda fornecerá muitas respostas e ideias. Assista ao vídeo da especialista Diane Kelly abaixo.




Não faz pouco tempo que um conhecido de longa data perguntou o que eu andava fazendo e eu respondi que estudava fósseis de plantas. E ele disse que não entendia como isso podia ser real se a Bíblia não diz nada. Eu olhei para ele, dei um sorriso de lado e preferi ficar quieta, pois não tem melhor frase para mostra o medo que as pessoas têm dos fatos científicos, como se isso fosse destruir suas vidas. Mas esquecem que inúmeras pesquisas científicas mudaram nossas vidas e ninguém pretende abrir mão delas.


Não sei se isso algum dia vai mudar, mas gostaria que ciência parasse de ser demonizada. As notícias e o vídeo acima mostram que ela está em constante construção. Será sempre assim, enquanto houver uma mente humana por trás para estudá-la.

E você? Contribua com a discussão e deixe sua opinião. Até mais!

Sybylla

Fã do futuro e da ficção científica. Geógrafa, professora, blogueira, escritora de FC. Capitã da Frota Estelar. Esperando para voltar para o meu planeta. Leia mais.





Leia esses também...

0 comentários

ANTES DE COMENTAR:

Comentários anônimos, incompreensíveis ou com ofensas serão excluídos.
O mesmo vale para comentários:
- ofensivos e com ameaças;
- preconceituosos;
- misóginos;
- homo/lesbo/bi/transfóbicos;
- com palavrões e palavras de baixo calão;
- reaças.
A área de comentários não é a casa da mãe Joana, então tenha respeito, especialmente se for discordar do coleguinha. A autora não se responsabiliza por opiniões emitidas nos comentários. Essas opiniões não refletem necessariamente as da autoria do blog.

Viajantes

Curta no Facebook

❤️


"A ficção científica é um substituto para todos os lugares que eu nunca vou alcançar nessa vida."

James W. Harris