Indicações de livros para o feriado #1

sexta-feira, julho 06, 2012

O feriado de 9 de julho é a data cívica mais importante do estado de São Paulo, marcando o início da Revolução Constitucionalista de 1932. Mas mesmo para aqueles que não moram em SP, ficam as dicas de leitura para o final de semana ou para qualquer dia que você queira ler. Nem todos são de ficção científica, mas foram aprovados.

Siga a Sybylla no Twitter - @Sybylla_




Erros Clericais - Alan Islaer (Record)
Erros Clericais - Alan Islaer
Sabe aquele livro que você compra na baciada por 9,90 no mercado e depois se surpreende pela qualidade do dito cujo? Pois é, Erros Clericais é um livro desse tipo. Edmon Music é um padre católico fajuto que não acredita em Deus, é dissimulado, irônico e ainda divide a cama com sua governanta por todos os anos em que esteve à frente da renomada biblioteca Beale Hall. Ele na verdade é um judeu que buscou o sacerdócio, o que desagradou e muito sua família. Leitura rápida e fluída.


O Inquisidor - Valerio Evangelisti (Conrad)
O InquisidorO livro é composto por três narrativas diferentes, em três tempos diferentes, pois é uma ficção científica. A linha principal se passa no passado com a nomeação para inquisidor-geral da Espanha de Nicolau Eymerich. Ele tenta investigar a aparição de estranhas crianças com o rosto na nuca, jogadas na cisterna da cidade. No presente, fala sobre Marcus Frullifer, que queria criar naves espaciais que viajassem com o poder da mente dos seus tripulantes. E no futuro se trata de uma dessas naves. Meio confuso no começo, mas vale a leitura.


Eu, Robô - Isaac Asimov (Agir Editora, selo Pocket Ouro)
Eu, Robô
Um dos maiores clássicos da ficção científica, Eu, Robô é uma leitura obrigatória para aqueles que são fãs do gênero, fãs do futuro e da robótica. O grande Asimov reuniu vários contos sobre robôs que acabaram levando ao ótimo filme de mesmo nome com Will Smith. Ele apresenta nove contos que vão desde a criação de robôs mudos e até primitivos face à tecnologia até o surgimento da máquina que controlaria a todos e tornaria seres humanos obsoletos, sem contar a descrição das famosas três leis da robótica.


Rei Arthur - Frank Thompson (Francis)
Rei ArthurPara os fãs das histórias de cavalaria e principalmente do mítico Rei Arthur, este livro, baseado no roteiro do filme de mesmo nome, é um prato cheio. Assim como no filme, ele mostra um Arthur que é chefe de uma tropa de cavaleiros sármatas, obrigados a servir o Império Romano na Bretanha, uma ilha estranha e selvagem, que enfraquece o poder romano. É um tempo de brutalidades, homens lutando por quinze anos até conseguir a tão sonhada liberdade, tendo que derrotar um chefe saxão que passa metade da ilha à espada. Muito bom.


O Testamento dos Séculos - Henri Loevenbruck (Bertrand Brasil)
O Testamento dos SéculosQuem curte romances com pitadas de conspiração, mistérios em obras de arte e assassinatos, no melhor estilo Dan Brown, vai gostar de O Testamento dos Séculos. Ele tem um tom noir e mais obscuro que as obras de Brown, mas mesmo assim seguindo a mesma temática. Damien Louvel morava em NY onde era um famoso roteirista de TV, além de viciado em cocaína. Com a morte do pai, ele precisa voltar a Paris e descobre que o pai conduzia uma investigação exaustiva sobre um objeto chamado A Pedra de Iorden, que lhe custou a vida.


A Tormenta de Espadas - George Martin (Leya)
A Tormenta de Espadas
Sou fã assumida de As Crônicas de Gelo e Fogo e já li os quatro livros lançados. Estou apenas esperando que o erro cometido em A Dança dos Dragões seja corrigido para continuar a saga. A meu ver, A Tormenta de Espadas, terceiro livro da série é o mais intenso e incrível livro dos quatro que já pude ler. Intrigas palacianas, assassinatos, mistérios, guerras, complôs, amor, dragões, tudo intensamente narrado com bastante perícia por Martin. Mesmo sendo um livro tão grande, a leitura flui rapidamente. Vale muito à pena, bem como toda a série, que narra as desventuras em Westeros de vários pontos de vista.


Memórias de uma Gueixa - Arthur Golden (Imago)
Memórias de uma Gueixa
Para quem assistiu ao filme (que a meu ver teve um sério problema ao escolher atrizes chinesas para os papéis de gueixas, que são japonesas), o livro oferece um cenário maior e uma melhor visão da vida sofrida de Chio, que vem a ser a maior gueixa de Kyoto, Sayuri. Desde a sua infância pobre numa vila de pescadores, passando por sua venda para uma casa de gueixas onde já sofre com a perseguição de Hatsumomo, a principal gueixa do okia. Um pouco chato em algumas partes, mas uma leitura rica e interessante.


O Caminho do Poço das Lágrimas - André Vianco (Novo Século)
O Caminho do Poço das Lágrimas
Quem está acostumado com as obras sangrentas e vampirescas de André Vianco, se surpreende com a delicadeza e com o toque profundo que este livro causa. Finamente ilustrado, ele conta sobre Jonas e seus filhos Ingrid e Bosco, que viajando por uma estrada escura acabam adormecendo e acordam em um lugar estranho e diferente. Nascido de uma história de ninar que Vianco criou para suas filhas, o livro surpreende o leitor no final e mostra um lado diferente do autor. Muito bom.


O Cavaleiro e o Samurai - Orlando Paes Filho (Prestígio)
O Cavaleiro e o Samurai
Uma pena o autor andar meio sumido. A saga Angus é muito rica e bem ilustrada, abrangendo cerca de doze séculos, desde o início das invasões vikings na Bretanha no século VIII até às guerras do século XXI. Neste livro, um dos herdeiros do clã escocês MacLachlan, família tradicional e antiga, se aventura no oriente onde o neto de Gengis Kahn, Kubilai Khan, inicia suas conquistas sangrentas pela Ásia, beirando o Japão, um polo de resistência contra os mongóis.


Geomorfologia do Sítio Urbano de São Paulo - Aziz Nacib Ab'Saber (Ateliê)
Geomorfologia do Sítio Urbano de São Paulo
E para fechar as indicações, já que é feriado em São Paulo, indico a tese de doutorado do grande professor e geomorfólogo Aziz Ab'Saber, que em 1956 fez um detalhado levantamento sobre o relevo e a formação do terreno onde está assentada a capital paulistana. Contém fotos e mapas feitos à mão pelo próprio Aziz de bairros que antes não passavam de grandes descampados e hoje são populosos e urbanizados. Um retorno ao passado e um presente para as origens da cidade. Saudoso Aziz.


Espero que goste das indicações. Se ler ou já leu algum, deixe nos comentários suas impressões sobre a obra. Até mais!

Sybylla

Fã do futuro e da ficção científica. Geógrafa, professora, blogueira, escritora de FC. Capitã da Frota Estelar. Esperando para voltar para o meu planeta. Leia mais.





Leia esses também...

0 comentários

ANTES DE COMENTAR:

Comentários anônimos, incompreensíveis ou com ofensas serão excluídos.
O mesmo vale para comentários:
- ofensivos e com ameaças;
- preconceituosos;
- misóginos;
- homo/lesbo/bi/transfóbicos;
- com palavrões e palavras de baixo calão;
- reaças.
A área de comentários não é a casa da mãe Joana, então tenha respeito, especialmente se for discordar do coleguinha. A autora não se responsabiliza por opiniões emitidas nos comentários. Essas opiniões não refletem necessariamente as da autoria do blog.

Viajantes

Curta no Facebook

❤️


"A ficção científica é um substituto para todos os lugares que eu nunca vou alcançar nessa vida."

James W. Harris