5 melhores e piores filmes de ficção científica

segunda-feira, fevereiro 14, 2011

É muito complicado falar em melhores e piores filmes de ficção científica porque isso depende de gosto. E gosto é algo muito pessoal, é algo individual. Existem filmes que as pessoas amam de paixão e que eu não acho a menor graça. Assim como tem filmes que eu adoro e que não foram bem avaliados pela crítica. Tudo questão de gosto.


Por isso esse post fala sobre os cinco melhores e piores filmes para mim, de acordo com o que eu acho. São filmes que se estiverem passando na TV a qualquer momento, eu paro o que estou fazendo para assistir. Ou aqueles que me fazem mudar de canal imediatamente.





Repetindo: essa lista é pessoal! Não é nenhuma lista oficial do cinema deste universo, portanto o filme que você mais gosta pode não estar aqui.


MELHORES

5. STAR TREK, O FILME (1979)
Muita gente torce o nariz para esse filme e eu até entendo o porque. Mas o que é mais maravilhoso no enredo - além de marcar a estreia da série clássica de Star Trek nos cinemas - é ver a sonda Voyager retornando no século XXIII, em busca de seu criador. Ao longo de sua viagem, ela acumulou tanto conhecimento, viu tantos mundos, conheceu tantas civilizações... O que mais ela poderia nos ensinar depois de uma jornada tão longa? É uma incrível reflexão sobre tecnologia e exploração do espaço.


4. STARGATE (1994)
Stargate tem alguns dos componentes que mais gosto em um filme de ficção científica: Antigo Egito, aliens, ciência e, bem... o Stargate! Sem contar que acabou gerando séries para a televisão, o que tornou a franquia ainda mais longeva e com ótimas reflexões sobre escravidão, tecnologia, arqueologia, opressão, apropriação cultural e exploração de mundos fora da Terra. É uma ficção científica baseada em pseudociência, mas ainda assim muito boa.


3. BLADE RUNNER (1982)
Um dos clássicos mais absolutos do cinema, um universo cyberpunk e distópico, decadente, com androides extremamente parecidos com um ser humano, com efeitos visuais visionários para a época e com um enredo de prender o fôlego, Blade Runner é um dos melhores filmes já feitos. Sua visão de futuro foi muitas vezes usada para demonstrar o cenário que a humanidade precisaria evitar, como cidades superpopulosas (algo que ainda nos assombra), tecnologias que imitassem demais a raça humana e os perigos desta tecnologia.


2. CONTATO (1997)
Além de ser baseado em um livro de Carl Sagan, ele é também baseado numa ciência plausível em um cenário que, provavelmente, aconteceria se o contato com uma raça alienígena de fato ocorresse. O pânico das pessoas, o terror dos fundamentalistas e sabotagens, otimismo de alguns, e ceticismo da maioria e a corrida entre as nações pelo pioneirismo do projeto. Além disso, como se não bastasse ter um contato com aliens, temos um embate maravilhoso entre ciência e religião.


1. ALIENS, O RESGATE (1986)
Dos filmes de ficção científica, a série Alien coloca como protagonista uma das mulheres mais incríveis da FC e um verme hospedeiro que cresce dentro do ser humano e consegue dizimar praticamente tudo o que aparece pela frente. Os filmes são claustrofóbicos, escuros e com muita baba. É um terror no espaço sem ser exagerado. Coloquei Aliens e não Alien, o Oitavo Passageiro, apenas por gosto pessoal, mas os dois são excelentes.


PIORES

5. O SEXTO DIA (2000)
O tema da clonagem é um tema incrível para se tratar de várias metáforas sociais, éticas e médicas. Mas é um tema que tem que ser bem trabalhado, ou podemos acabar com um filme de Schwarzenegger. Temos clichês e os velhos estereótipos vistos em vários outros filmes do mesmo ator. Neste aqui, que se passa em 2015, quando uma pessoa morre, é possível cloná-la rapidamente, já saindo um adulto, sendo que sua memória é carregada no novo cérebro de maneira super fácil. É muita tosquice e falta de criatividade em um filme só.


4. TIME COP (1994)
Os filmes de Jean-Claude Van Damme costumam ser muito duvidosos, pois o tema não costuma mudar. Ele ficou preso numa sucessão de filmes ruins de ficção científica depois de Soldado Universal e este não é diferente. Ele é um vigilante do tempo, que impede que criminosos não fujam para o passado. Perdeu família, só se dedica ao trabalho, a velha história de sempre. Como eu disse, nunca muda, já vimos esse mesmo roteiro, com poucas modificações em outros filmes dele. Sem mais o que dizer, de tão ruim.


3. WATERWORLD (1995)
Kevin Costner é um bom ator, mas foi pego pela maldição do Oscar e quase desceu ladeira abaixo. Esse Waterworld é tão ruim que não passa mais nem na Sessão da Tarde. No futuro, as cidades foram todas destruídas quando os níveis dos mares subiram a ponto de fazer todas elas desaparecerem. Mesmo que o gelo do mundo todo derretesse, o que já teria acabado com a nossa civilização, elas não subiriam quilômetros como no filme. As atuações são toscas demais e aquele ser humano com guelras foi de doer.


2. 2012 (2009)
Dois mil e doze se aproveitou da tal profecia maia que dizia que este seria o ano do fim do mundo. Além de pipocar todo tipo de profecia imbecil por causa disso, o filme conseguiu ser a mistura mais estúpida de fatores para destruir um planeta. Investiram tanto em efeitos especiais para que no final, o filme não tivesse o menor sentido. Misturaram neutrinos (que são neutros e, portanto não interagem com NADA), com erupções solares, com crosta da Terra se partindo e continentes fazendo piruetas pelo planeta. Gente, não dá.


1. BLADE TRINITY (2004)
Eu sou fã de vampiros. Sério mesmo, sou fã. Porém não sou fã dos filmes de Blade. Vi todos os filmes e apesar de gostar muito de Wesley Snipes, os filmes são forçados, estereotipados, chatos e sem graça. Trinity consegue se superar nas tosquices, mesmo tendo ótimos atores em seu elenco. As cenas de ação são até que boas, coisa e tal, mas os vampiros e as conspirações que existem neles nunca conseguiram me fisgar. Sinto que falta algo na franquia de Blade... Nexo, talvez?


Até mais!

Sybylla

Fã do futuro e da ficção científica. Geógrafa, professora, blogueira, escritora de FC. Capitã da Frota Estelar. Esperando para voltar para o meu planeta. Leia mais.





Leia esses também...

0 comentários

Viajantes

Curta no Facebook

❤️


"A ficção científica é um substituto para todos os lugares que eu nunca vou alcançar nessa vida."

James W. Harris